LINA BO BARDI – EDIFÍCIOS URBANOS

Lina Bo Bardi, arquiteta modernista ítalo-brasileira, é reconhecida por suas obras arquitetônicas inovadoras. Dois exemplos de seu trabalho são os famosos prédios do SESC Pompéia, construído em São Paulo em 1977, e o prédio do MASP, edificado em 1958. Além das obras de arquitetura, Lina produziu para o teatro, cinema, artes plásticas, cenografia, desenho de mobiliário, entre outros. Também participou da curadoria de diversas exposições.

URBANISMO EM ÁREAS DE INTERESSE SOCIAL

O arquiteto uruguaio Héctor Vigliecca vive a cidade nas muitas dimensões da palavra. Ao atuar em projetos de grande ou pequena escala, sempre traz o urbano para dentro do processo. Graduado pela Universidad da La Republica – UDELAR, é reconhecido por inaugurar um novo modo de pensar a habitação de interesse social no Brasil. O projeto Parque Novo Santo Amaro V, situado em uma região de mananciais, na zona sul de São Paulo, mais do que criar moradias para famílias que viviam de forma precária, trouxe melhorias urbanas para a comunidade de baixa renda.

MOBILIÁRIO DE ARQUITETO

De acordo com os arquitetos Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz, responsáveis pelos projetos da Marcenaria Baraúna, os raciocínios, os conceitos, o modo de abordar cada questão são os mesmos adotados nos projetos de edificação ou de urbanismo. Esse caminho fez com que a Baraúna se consolidasse como referência no cenário do design brasileiro. A Marcenaria utiliza processos de produção artesanal, com técnicas especiais de manuseio de madeiras com acabamentos naturais, que revelam sua textura e cores.