ARTICULAÇÕES URBANAS E O PATRIMÔNIO CONSTRUÍDO

O Convento do Carmo, situado no bairro de Chiado em Lisboa, teve parte de seu edifício atingido pelo incêndio de 1988.

O Arquiteto Álvaro Siza, desde 1989, já havia traçado estratégias de reorganização dos percursos peatonais  e a criação de passarelas elevadas que facilitassem o acesso do público ao local.

Recentemente o arquiteto finalizou a articulação de um dos pátios do Convento do Carmo ao Largo do Carmo. A intervenção urbanística valoriza o patrimônio arquitetônico existente e cria novos espaços públicos de lazer, nos terraços, tal como um prolongamento natural do percurso peatonal.

arq_79599 arq_79600 arq_79601 arq_79602 arq_79603 arq_79605 arq_79606 fotografia-167-e1392164052872-657x360 fotografia-169 image.php image.php2 image.php3 image.php4

MATARAZZO: ESPAÇO DE TRANSFORMAÇÃO

Em uma localização privilegiada da capital de São Paulo, nas proximidades da Av. Paulista, o Complexo Matarazzo será transformado em um complexo de turismo e arte.

COMPLEXO MATARAZZZO

A área, que abrigou o Hospital Matarazzo, desativado há 20 anos, tem uma interação e integração relevantes com a população e o território natural e urbano que a compõem. Em 2014 recebeu em suas instalações uma grande exposição de artistas que, através de obras criadas exclusivamente para seus espaços, levaram a público a potencialidade do lugar.

COMPLEXO MATARAZZO 2

As edificações tombadas para preservação, que compõem o conjunto Matarazzo serão mantidos, à exceção de uma estrutura específica – que abrigava o funcionamento de uma antiga lavanderia. Esta dará lugar a um projeto inovador para uma torre de hotel, desenhada pelo arquiteto francês Jean Nouvel (Pritzker 2008). Respeitando a importância histórica e cultural que envolvem o ambiente em que será inserido, a idéia do projeto é a construção de um edifício-paisagem integrado com a vegetação local e o contexto urbano que o cercam.

arq_80477

arq_80476