Projeto de parque subterrâneo em  Nova Iorque dá seu primeiro passo para realização

O projeto chamado “Lowline” acaba de receber sua primeira aprovação municipal. Será o primeiro parque subterrâneo do mundo, um espaço público cultural voltado para a comunidade que será, ao mesmo tempo, um refúgio local e uma atração mundial.

O Lowline deverá estabelecer um modelo de reuso e cultivo de áreas subterrâneas abandonadas. Ocupando o Williamsburg Bridge Trolley Terminal, uma estação abandonada, o projeto pretende usar tecnologia solar de ponta para transformar o local em um parque público banhado de luz solar. O projeto ajudará a moldar o futuro da cidade em termos de inovação e engajamento comunitário.

Fonte: Archdaily

 

14555410777_d2b235ca2d_o

 

14761732093_0dfab68390_o

 

20796311164_6a3fd89728_o

 

18494587811_d525aa2554_o

EDIFÍCIO LOUVEIRA E A RELAÇÃO COM A CIDADE

Circulando pelo bairro Higienópolis, em São Paulo, chama à atenção a qualidade arquitetônica dos edifícios residenciais dos anos entre 1940 e 1950.

O prédio Louveira (1946/1949), dos arquitetos João Batista Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi, surpreende.

“…ocupando um lote de esquina, em frente à praça Vilaboim, este prédio é notável pela implantação: em vez de definir um volume em L construído junto ao alinhamento das calçadas, como seria usual para a época em situação semelhante, os arquitetos imaginaram duas lâminas paralelas, afastadas 20 metros entre si, que permitem a continuidade espacial da área verde.” 1

Até os dias atuais o edifício mantém sua condição de integração com o entorno urbano , sem a presença de grades!

1- Revista Monolito, edição nº 19, pág.60

Fonte: Maria Dalila Bohrer